Depois de longas e merecidas férias no Brasil, estamos de volta à ativa! Infelizmente, devido ao trabalho, a Ji Young não pôde ficar tanto tempo quanto eu no Brasil, então ela chegou no finalzinho e ficou só uma semana, por isso viajamos só pela minha cidade no sul de Minas e arredores. Como tenho uma tia que mora em São João Del Rei, decidimos ir passear em Tiradentes, e de lá fomos de Maria-Fumaça para a cidade vizinha.

Quando a Ji Young vai ao Brasil, sempre tenho amigos e parentes que perguntam a mesma coisa: "E aí? Ela tá gostando?". E a resposta é: "Claro que sim!". Viajar é sempre bom, não importa pra onde. Morar é que são outros quinhentos, mas como ela nunca morou no Brasil não pode dizer se gosta ou não, afinal é nas pequenas coisas do dia-a-dia é que nos damos conta se é bom ou não.

Quanto ao passeio em Tiradentes, eu recomendo muito até para os brasileiros que nunca foram. A galera adora ver os lugares lindos que postamos aqui na Coreia, e muitos não se dão conta das belezas que temos pelo Brasil afora.

Porém, tem uma coisa que sinto que tenho dificuldade por ter me desacostumado estando tanto tempo na Coreia: a quantidade de SAL que os brasileiros colocam na comida. Isso me incomodou muito dessa vez, não sei se foi por falta de sorte com os restaurantes ou se foi porque meu paladar mudou mesmo, mas tava osso. A comida coreana costuma exagerar na pimenta, mas é só você conhecer os pratos apimentados e os não-apimentados, e seu problema está resolvido. Mas na culinária brasileira, me conte qual é o prato que não leva sal? A comida mineira é deliciosa, mas vou te falar, hipertenso tem que passar longe. Acho que precisamos urgentemente redescobrir temperos mais interessantes e largar esse sal todo de lado, que não faz bem e nem dá sabor a nada - só tira!

Ih, o post que era pra ser nosso fim de semana em Tiradentes acabou virando desabafo salgado :P Mas pelo menos voltei a postar.

Obrigado pelo carinho dos que me enchem de mensagens pedindo para continuar.

Abraço do tio! :)