Viewing entries tagged
seollal

Feliz Ano do Tigre!

Tchauzinho, Ano do Touro. Amanhã é o Ano Novo Lunar (ou Ano Novo Chinês), e esse que inicia é o Ano do Tigre. Lembro que quando a minha professora explicou essa coisa toda do horóscopo chinês, o pessoal que nasceu no ano do Tigre ou do Dragão ficava de sacanagem com quem nasceu no ano do Porco ou do Rato, por exemplo. Eu nasci no ano do Rato, e pra mim isso não faz diferença alguma. Mas já que era pra disputar, meu argumento era simples: os tigres estão ameaçados de extinção, dragões não existem (a não ser uns lagartões na ilha de Páscoa que chamam de "dragão"), e enquanto isso porco e rato tem em todo canto do mundo. Os ratos são ainda mais bem-sucedidos, já que que porco nasce pra virar bacon, mas os ratos se multiplicam aos milhões nas cidades.

Para quem não entende como funciona o tal do horóscopo chinês, saiba que eu tampouco! O que sei é que diferentemente do zodíaco, que são 12 signos por ano, o horóscopo chinês é composto por 1 signo por ano num ciclo de 12 anos. A ordem é a seguinte: Rato, Touro, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Carneiro, Macaco, Galo, Cão e Porco. Como estamos começando o ano do Tigre, faça as contas aí pra saber em que ano você nasceu.

Selo comemorativo do Ano do Tigre

O legal é que no Ano Novo Coreano, também chamado de Seollal (설날), as famílias costumam vir de longe para se reunir. Se você não reservar passagem com muuuuuuiiiita antecedência, não consegue ir pra lugar nenhuma na Coreia. Neste ano, o Ano Novo mesmo é dia 14 de fevereiro, mas eles contam como feriado o dia anterior e o posterior, por isso quem tinha que viajar já viajou, para ir para a casa de seus familiares. Como muita gente mora na região de Seul mas veio de outras regiões da Coreia, hoje Seul parecia uma cidade fantasma, comparando com dias de movimento normal.

Algumas coisas que os coreanos fazem no Seollal, dependendo da família:

- Vestem hanbok (roupa tradicional coreana);
- Fazem um ritual aos ancestrais chamado charye (차례);
- Comem tteokguk;
- Jogam jogos como yutnori (윷놀이), jegichagi (제기차기) ou empinam pipa;
- Os filhos fazem sebae (세배) para os pais.

Eu disse "dependendo da família" porque há fatores que mudam os rituais do Seollal: se a família é mais tradicionalista ou não, e também se é cristã ou não.  Eu, particularmente, acho o sebae uma das coisas mais bonitas na cultura coreana. Sempre que vejo jovens se prostrando para honrar seus pais ou avós eu acho o máximo. Mas muitos não fazem isso só para honrar seus pais: em troca os mais velhos sempre dão uns bons trocados para os jovens no Seollal!

Como não sou coreano, é muito difícil eu participar de um legítimo Ano Novo Coreano, já que é algo tão íntimo e tradicional. Pensando nisso, uma associação que ajuda estudantes estrangeiros que vivem na Coreia nos levou hoje para comer tteokguk, pra gente não se sentir tão abandonado nesse feriadão.


Só que quando o tteokguk chegou é que vi: era, na verdade, tteokmanduguk, aquele cuja pronúncia parece palavrão em português! Pois é, hoje eu tomei. A sopa né.

Feliz Ano do Tigre pra vocês! ^_^

Feliz Ano do Touro!

Pois é, amanhã começa um novo ano na Coréia* de acordo com o calendário lunar. Como antigamente esse era o calendário que se seguia, as tradições ligadas a ele ainda são relativamente fortes. Os mais velhos geralmente comemoram seus aniversários por esse calendário, o que, na minha cabeça, gera uma confusão danada. Diz a Briza que nunca sabe quando é o aniversário da sogra dela, porque a cada ano cai numa data diferente. E esquecer aniversário de sogra... ai ai ai.

Então, amanhã começa o Ano do Touro. Não me pergunte de onde vêm os bichos para dar nomes aos anos, porque ainda não me explicaram tal detalhe.

No Ano Novo Lunar (ou Seollal 설날), as famílias normalmente se reúnem e comem tteok-guk (떡국), que é uma sopa com bolinhos de arroz. Mas não são bolinhos de arroz deliciosos como os da minha mãe e da minha vó. São uns bolinhos que parecem massinha compactada, e que se não tiver uma coca-cola ao lado pra ajudar pode matar o sujeito engasgado. Neste dia rola também uma barganha dos pais com os filhos: dão alguns trocados e impõem algumas condições para o ano que inicia. Além disso, joga-se um jogo chamado "Yutnoli", que é basicamente um jogo de tabuleiro que usa quatro tocos de madeira em vez de dados. A nossa professora ensinou a gente a jogar um dia na aula, mas não vou explicar as regras porque são meio complicadas (e porque não tenho certeza se lembro!). Segue um vídeo que fiz no dia em que jogamos o tal jogo na sala de aula. Só não dá pra entender nada de nada, porque só montei as cenas de cada um jogando os toquinhos.


Aqui pra gente não vai ter nada no Seollal, porque estamos abandonados no dormitório. O campus parece cidade fantasma! Todo mundo de férias. Ainda bem que somos solidários uns com os outros aqui, e nenhum estrangeiro fica entediado. Hoje, por exemplo, como não tinha nada pra fazer, fomos todos para o pátio fazer guerra de neve (deve ser a vigésima). O pessoal adora pegar o Alex, que diz que neve no rosto não vale, é desleal. Adivinha onde o pessoal mira quando joga nele?

Aproveitamos e fizemos nosso "nun-saram" (눈사람), ou boneco de neve. Fica aí a foto e já me despeço. 새해 복 많이 받으세요! (다시)

*Ainda não senti no meu coração o desejo ardente de escrever "Coreia" em vez de "Coréia". A reforma ortográfica já está em vigor, mas até 2011 podemos usar as duas. Até lá vou pedir a Deus que me dê forças para me acostumar com isso.