Viewing entries tagged
primavera

Dia das Crianças!

Hoje é "dia vermelho", como frequentemente chamam feriado aqui. Dia das Crianças! Êêêêê! Mesmo depois de crescidinho eu sempre gostei desse dia por um motivo simples: é o meu aniversário. Não hoje, mas o Dia das Crianças no Brasil. Aliás, depois que cresci eu passei a gostar mais desse dia do que quando era criança, porque na minha contabilidade pueril, ganhar só um presente quando eu deveria ganhar dois era a maior injustiça do universo adulto para comigo. Afinal, todos os meus amiguinhos ganhavam presentes no mesmo dia que eu! E como era o dia em que todos os tios e tias estavam quebrados, o que sobrava de cueca pra mim não era brincadeira...

Por isso, passar um feriado de Dia das Crianças sem ser meu aniversário é estranho. Ainda mais tendo que passar o dia lendo lendo dez artigos de 30 páginas cada... Olhei pela janela da sala de estudo: sol e muitas flores. Olhei pra cara de desespero de alguns colegas que também se matavam de estudar: "Tá bom, pessoal! Hora do recreio! Todo mundo já pra fora pra curtir o órini-nal (Dia das Crianças)!"

Infelizmente não tava com minha câmera profissa, mas tirei umas fotos do celular.

Sou um baby ajoshi!
Calcula-se a idade de uma ajumma pelo tamanho da aba do boné.
A menina de rosa não gostou muito da ideia de tirar foto comigo. A de saia de bolinha tava cheia de dinheiro que ganhou!

Ji Yeong e Ji Young (mesmo nome, com romanização diferente)

Eu pedi pra tirar foto com o filho dele, mas ele quis sair também. "Kimchiiii!"

Dia de piquenique com a família toda!

Tenho que  verificar pra ver se tô com a Ji Young certa.

Coreano bate palma se você conta alguma coisa engraçada :D

Tô pensando em virar vetríloco.

Tá vendo a moto na esquerda? É de algum entregador de comida. Os caras se acham pedestres: dirigem na calçada, atravessam pela faixa, etc. Esse aí circulava livremente pela praça, aí um guardinha viu um moleque de uns 7 anos andando de bicicleta no mesmo lugar e foi lá encher o saco: "Aqui não pode!". O motoqueiro pode.

Nessa época o país todo fica mais cor-de-rosa!

"Sasege Gwanjang"

"Será que pintaram pra ficar tão rosa-choque assim?"

Um dos lugares mais agradáveis pra se descansar no campus.
E para terminar, um pequeno vídeo que gravei no celular. Vi um garoto comendo as flores e perguntei o que era. Segundo ele, tem um "caldinho" com gosto de mel dentro dela. É o meniiiiiiiiinooo beeeeijaaa-flooooorrrrr!!!

Cerejeiras


As cerejeiras, também conhecidas como "sakuras" (palavra japonesa, evite-a na Coreia), estão mandando ver nesta semana. E é exatamente a semana das provas do meio do semestre. Minha vontade era poder sair mais pra aproveitar o ambiente agradável que essas árvores proporcionam.

No campus da Kyung Hee de Suwon tem um zilhão de cerejeiras, então pelo menos respiro um pouco de paz. Sério, quando sento num banquinho na frente do meu departamento e vejo tudo branco, sinto que cheguei ao céu (daqueles céus de novela). É cerejeira que não acaba mais!

Depois acordo e volto pra realidade do mestrado. O vídeo acima mostra um pouco das cerejeiras que filmei em Yeouido (Seul) e no campus da minha universidade. E todo mundo feliz. ^_^ É impressionante como a estação muda o humor das pessoas...

As quatro estações

Conversa que aconteceu no ano passado, em Cheongju, com a búlgara Tina:

Tina: "Você devia ir à Bulgária!"
Eu: "Ah é! Mas me conta, o que é que tem lá? Me fala um ponto turístico ou algo famoso que seja tipicamente búlgaro."
[ela torce a boquinha e pensa muito pra responder]
Tina: "Sabe, a Bulgária é igual a Coreia: somos extremamente orgulhosos por termos quatro estações definidas. E é por isso que você deve ir à Bulgária!"

Eu tinha acabado de chegar aqui, e não sabia que diferença isso fazia. Ainda que, oficialmente, tenhamos no Brasil quatro estações com datas definidas, pelo menos em Minas temos só duas estações na prática: a muito quente e a meio fria, a chuvosa e a seca, verão e "inverno". Eu disse Minas, mas isso varia muito, até mesmo dentro do estado de Minas. No norte do Brasil praticamente só se tem uma estação, ou no máximo a quente e a um pouquinho menos quente. Na região sul talvez seja um pouco diferente, mas nada que chegue a quatro estações bem definidas.

Essa é uma coisa que eu adoro na Coreia. É como se você vivesse em quatro países num ano só. Dá pra ir à praia e também fazer snowboarding (e ficar com a bunda doendo, como a Briza, ou com hematomas no nariz, como o Gustavo). Dá pra ver as folhas todas caindo, mudando de cores e colorindo tudo, e também dá pra ver o milagre da vida aparecer de novo onde tudo parecia estar morto.

Com uma narrativa dessas, daqui a pouco eu vou passar o filme do Bambi pra vocês assistirem! Tão bonitiiiiiinho! ^o^

Mas a verdade é que vir à Coreia no auge das estações é um bom motivo. Agora, por exemplo, a mudança de cores das folhas das árvores já está quase completa, e acredito que a partir da semana que vem o outono vai bombar! Ruas que antes eram "normais", com árvores verdes, de repente ficam amarelas, vermelhas e marrons. Isso dura muito pouco, só algumas semanas. Mas é o suficiente para gente admirar enquanto vai andando por aí.

Aí vão algumas fotos que tirei nesse pouco mais de um ano na Coreia, com as diferentes estações.



OUTONO. Foto de uma rua perto da casa do Jamali, em Seul


OUTONO. Essa foi ainda no ano passado em Cheongju.


INVERNO. Foi um dos primeiros dias em que nevou. O inverno é bonito só quando neva mesmo, porque o resto é meio deprimente.


PRIMAVERA. Cerejeiras no monte Uam em Cheongju. Essas árvores indicam o início da estação.


PRIMAVERA. A florzinha da cerejeira de perto.


VERÃO. Essa estação brasileiro conhece muito bem! (Foto em Anmyeondo, no Mar Amarelo)


OUTONO (nessa semana!). Essa foto é pra mostrar como o outono me inspira. Peguei a vassourinha da ajumma e saí voando pelo campus.

Mais um vídeo primaveril

Esse vídeo foi gravado no início deste mês de abril, quando as cerejeiras estavam desabrochando, inaugurando a estação. Mas eu gravo tanta coisa, que esqueço de postar, e só agora me lembrei que tinha editado esse vídeo também. Os "atores" são quase os mesmos do vídeo anterior - os felizes que, em vez de ir dormir depois da aula, vão ver as flores.

Note que no início do vídeo eu me confundi todo com o nome da árvore. Só depois é que me esclareceram. O negócio é que, mundialmente, o nome dessa árvore é mais conhecido como "Sakura", que é uma palavra japonesa. E como os coreanos fazem de tudo para evitar o uso de palavras japonesas, o nome da árvore em coreano é 벗꽃 (beot-kkot). Mas eu achei que a professora se referia ao "desabrochar das flores...". Bom, vê aí a sakurada com bossa nova. Abraços!

As cores da primavera

Aqui vai um vídeo bem feliz. Como nessa semana que passou quase todos estávamos um tanto ocupados nos inscrevendo nas universidades, tivemos poucas aulas de coreano, e as que tivemos foram bem tranquilas. Na quinta-feira à tarde, como tinha pouca gente na sala (porque o restante da turma tinha viajado para outras cidades para levar suas papeladas), fomos com a professora passear pelo campus e curtir "as cores da primavera de Cheongju"... hehe.

Bom, vou deixar que o vídeo fale por mim. Na pagação de mico florida participaram: a professora coreana Kweon Bogeun, o indiano Biru, o indonésio Ichwan, o bengalês Delwar, as malásias Yoker e Nadiah, e o brasileiro Henrique (eu!).

Primavera com sakura

Nunca pensei que ficaria tão feliz e de bom humor só porque o sol resolveu fazer seu trabalho decentemente: esquentar a gente! A primavera está "bombando" na Coreia. As folhas começam a nascer de novo, trazendo vida às ruas da cidade. Aproveitei e fui à montanha Uam, que fica aqui atrás do dormitório, porque ao longo da estradinha que contorna a montanha tem inúmeras "sakuras" (se não me engano, o nome em português é "cerejeira"). É uma árvore japonesa famosa por suas flores brancas meio rosadas. Nesta época todo mundo vai aos lugares com grandes números de sakuras para apreciar o espetáculo que elas proporcionam. Mas infelizmente suas flores não duram muito, porque elas dão lugar às folhas que vem vindo. Aí vão algumas das fotos que tirei ontem.