Como não estou na Coreia, mas tento socorrer este blogue para não morrer, vou continuar na mesma de postar fotos da minha última viagem para lá, no final de setembro. Foi uma visita especial, porque os pais da Ji Young me convidaram para passar uns dias na casa deles - um pequeno passo para o coreano, mas um passo gigante para a coreanidade. E como todo bom coreano que decide abrir as portas de casa para convidados, eles me trataram como um rei. Além dos banquetes maravilhosos que me serviram (ai, que saudade da comida coreana!), me levaram para passear num parque que eu não conhecia, próximo do condomínio deles. Trata-se do Parque Haneul (하늘공원), ou "Parque Céu". É um dos seis parques que fica ao lado do estádio da Copa de 2002 em Seul, e apesar de já ter ido ao estádio várias vezes, os parques ainda me eram desconhecidos.


O que torna o Parque Haneul especial é o fato de que ele foi construído no local onde antes existia o grande lixão de Seul, o maior depósito de lixo não tratado da Coreia, até 1993. Quando a candidatura Japão-Coreia foi aceita, o plano para remodelação da cidade decidiu que o estádio seria construído ao lado do lixão, e este seria totalmente coberto, formando verdadeiros montes, e parques seriam construídos por cima.


Para tornar o projeto mais sustentável, o gás emitido por todo esse lixo no subsolo é aproveitado para gerar energia para o próprio parque e para as residências do bairro. Além de contar com geradores de energia eólica em cima.


Mas do que eu gostei mesmo no parque foi que o padrão estético é um pouco diferente dos outros parques que vemos em Seul. Campos com uma espécie de cana que dá flores no outono, "arte rural", e horticultura ornamental foram alguns dos detalhes que me chamaram a atenção.



Uma caminhada pelo parque em setembro não foi tão difícil, apesar do calor remanescente, mas dizem que outubro é a melhor época para visitá-lo. E é bom ficar com a câmera pronta para fotografar espécies de pássaros que não se vêem na cidade, coelhos atravessando o caminho e - a espécie mais abundante - ajummas posando para foto com um pepino na cabeça. Abaixo vão algumas fotos. Abraços aos leitores fieis e recém-chegados!