Alguém ainda lê este blogue? Bom, nem culpo quem não lê blogue de autor desaparecido... Voltei para a Coreia há duas semanas, mas estou tão ocupado com encontros com queridos amigos, com caminhadas apreciando Seul (apesar da 장마 - estação chuvosa - que não para!), e com simplesmente o aproveitar das férias... que acabei me esquecendo o que é observar com olhar de blogueiro. Sei que quem acompanha o blogue deve estar decepcionado, mas acho que, pelo menos por enquanto, esse negócio de blogar perdeu um pouco a graça para mim.

Não que a Coreia tenha perdido a graça. Pelo contrário: depois de quatro meses longe daqui, senti saudades daqui como quem sente saudades da própria casa. Foi necessário sair um pouco do conforto da vida sul-coreana e ir para o outro extremo, Leste-Timorense, para admirar ainda mais a força do povo coreano, a cultura, o valor pelo conhecimento e a dinamicidade da economia daqui. Enquanto minha irmã, de férias em Campo Belo, me diz que por lá nada mudou nos últimos anos, aqui em apenas quatro meses fora já notei vários prédios novos, mais adaptações para deficientes físicos nas ruas, guardas multando quem fuma em lugar proibido, internet sem fio em todos os vagões do metrô (em movimento!), e por aí vai. Outras coisas acho que jamais mudam: pessoas usando óculos sem lente, gente engravatada caindo bêbada pelas ruas de madrugada e vomitando pelos cantos, ajoshis taxistas reclamões.

E minha vida segue em transição. Teoricamente, já posso terminar meu mestrado agora, mas pedi uma extensão de mais um semestre. Só que os ventos sopram de volta para o Timor-Leste, país que também me marcou profundamente... Uma vez que se conhece a realidade daquele povo, é difícil se esquecer.