"Quantos primos você tem?", alguém te pergunta. Se a resposta não estiver na ponta da língua e você precisar contar nos dedos, você vai contar como na figura abaixo, né?

Um, dois, três, quatro, cinco
Claro! Mas na Coreia, não tão claro assim. Aqui, quando contam pessoas ou unidades, geralmente não começam com a mão fechada ("zero"), mas com a mão aberta. De forma que os dedos contados são os que estão "dentro" da mão, não os que ficaram "de fora". E eles começam subtraindo o polegar, depois o indicador, e assim por diante. Mas lembre-se: eles só fazem isso para contar "cabeças". Se uma ajumma quiser te dizer que algo custa 2 mil wons, ela vai mostrar 2 dedos, ao nosso modo, porque é um número estático, e não uma contagem.

Comentei isso com um coreano outro dia e ele disse que aqui eles é que têm que aprender o oposto nas aulas de inglês, para não confundir a outra pessoa. Mas se for pego desprevenido, um coreano de fato conta subtraindo os dedos, em vez de adicionar. Por isso, se alguém aqui te disser que tem 3 primos e mostrar só 2 dedos, não vá pensar que ele não sabe contar! :)

Bom, pelo menos no caso do Lula o número 2 não causaria problemas.