Pela teoria da evolução coreana, o homem não veio do macaco, mas sim do urso. Tudo bem, não é nada oficial, mas os ursos têm uma ligação especial com o povo coreano.

Lembrei disso quando estava vasculhando umas fotos que tirei no início do ano. Fui com a Ji Young à torre de Namsan, em Seul, e pela primeira vez decidimos conhecer o tal Museu do Ursinho de Pelúcia, que fica ao pé da torre.

Eu esperava encontrar lá ursinhos de pelúcia do mundo todo, desde que os bichinhos viraram moda cute. Que nada! O tal museu conta a história da Coreia através de pinturas e maquetes com centenas de ursinhos! Logo na entrada temos o "Gênesis" coreano. Nada de Adão e Eva, "no princípio era o verbo"... A história da origem da Coreia começa com um urso, e não há um só coreano que não a conheça. É mais ou menos assim:

"Um urso e um tigre, que viviam na mesma caverna, perto de Sindansu, pediram a Deus que se tornassem humanos. Deus lhes deu um feixe de artemísia (erva-de-são-joão) e 20 dentes de alho, e disse: 'Se vocês comerem apenas esta comida e permanecerem longe da luz do sol por 100 dias, vocês se tornarão humanos.' O tigre perdeu a paciência e desistiu de sua busca, mas o urso perseverou durante 21 dias e finalmente se transformou numa mulher."

Hwanung (o rei/deus) então se transformou em homem e se casou com a ursa/mulher (Ungnye), e tiveram um filho, chamado Dangun Wanggeom. Dangun, mais tarde, fundou o reinado de Joseon, no qual ele reinou durante 1500 anos antes de se tornar o guardião do espírito das montanhas.

Hoje, dizemos gomapseumnida (que significa 'obrigado' em coreano) para expressar gratidão. E a palavra gomapseumnida deriva da palavra gom, que significa 'urso'."

O interessante dessa história, é que ela mistura história de verdade com lenda, o que faz com que muitos coreanos, especialmente quando crianças, acreditem em tudo como história de verdade. Depois que crescem, descobrem que não é bem assim, claro (apesar de que eu tenho um professor que brinca: "A gente não sabe! Ninguém tava lá pra dizer que não foi assim!"). Mas tem alguns grupos, muito pequenos, que acreditam nessa história como uma religião nacionalista, um culto à Coreia.

Ji Young na entrada do museu
Época dos reinados, quando o povão trabalhava nos campos
Trabalhar debaixo desse sol devia fazer muito mal pra pelúcia do pessoal
Eu e os Teddies! (soou meio blogue da Denise agora hein? Só que o Teddy dela não é coreano)
Samul-nori de ursos, num quadro em alto relevo
Os ursinhos carinhosos também torceram pra Coreia na Copa!
E o auge da evolução ursística: bear-boy-bands! (saimos do Gênesis pro Apocalipse)



ATUALIZAÇÃO:

Mandei os meninos do English Camp cantarem a musiquinha de criança mais famosa da Coreia: a da Família Urso! Confira o vídeo com a coreografia:


Letra:

곰 세 마리가 한 집에 있어
Três ursinhos numa casa

아빠 곰, 엄마 곰, 애기 곰
Urso papai, ursa mamãe e urso bebê

아빠 곰은 뚱뚱해
O urso papai é gordo

엄마 곰은 날씬해
A ursa mamãe é magra

애기 곰은 너무 귀여워!
O urso bebê é tão bonitinho!

으쓱, 으쓱, 잘 한다!
Oba, oba!* Muito bem!

(*Algum falante de coreano aí sabe tradução melhor para 으쓱?)

Ah, e lembrei também de outro vestígio de urso em coisa coreana. Um vídeo player muito usado por aqui (nunca o vi em nenhum outro país) se chama "Gom Player". "Gom" significa "urso"!