Vi esse vídeo do TED num post do blogue Roboseyo e não pude deixar de repostar. A palestra é interessante para qualquer um no mundo capitalista, mas os sul-coreanos deveriam assisti-la mais de uma vez e tentar colocar em prática.

Os coreanos trabalham mais, muito mais, que os brasileiros. Também estudam mais, muito mais. Mas isso não significa, necessariamente, que trabalhem e estudem bem! O palestrante fala exatamente de uma pesquisa científica que comprova o quão ineficiente é o sistema de meras recompensas e punições nas empresas, e como é importante ter sentido no que você faz, em vez de simplesmente obedecer como a turma do lado de cá faz. Confira você mesmo a palestra, porque vale a pena (e você pode selecionar a legenda em português).


PS1: Ao comparar Coreia e Brasil, não quero dizer que os brasileiros saibam trabalhar melhor. Mas acho que a Coreia já chegou a um ponto em que pode questionar seu próprio sistema e dar um salto ainda maior para o futuro. Não sei se uma palestra de 20 minutos mudaria algo que está tão enraizado na cultura coreana, mas se pegar a turma que manda nesse país já tá ótimo.

PS2: Também concordo com o autor do Roboseyo, quando ele diz que a maior parte dos problemas culturais na Coreia seria magicamente resolvida se 50% das pessoas que comandam o governo e as empresas sul-coreanas fossem mulheres. Elas com certeza seriam mais sensíveis a outros valores que não sejam os corporativos sangue-suga.