Recepção VIP, com discurso do Embaixador e da Bebel
O show da Bebel Gilberto ontem em Seul foi muito bom. O pessoal da embaixada tá de parabéns! Mas o que impressionou mesmo foi a qualidade e a diversidade da banda dela: um brasileiro, um colombiano, um americano e um japonês, e uma mistura muito bacana!


Depois teve uma recepção VIP promovida pela Embaixada do Brasil, que foi quem patrocinou o show também. Apesar de ter pouca gente, a Bebel não deu muita bola pros mortais. Ficou só na cúpula mesmo. Mas tudo bem, gente chique é outro nível.

Aliás, aqui na Coreia eu fico impressionado de ver como só tem brasileiro elitizado. Gente chique. Pobre, só eu e minha turma que conta as moedas pra pagar a janta.

Mas no meio da chiqueza taí alguém que me impressionou pelo talento e simplicidade: Valtinho Anastácio. O cara é o percussionista da banda, brasileiro, e bateu um papo bom com a gente na recepção. E o que é que descobrimos? O cara mora em Seul há 5 anos! E mais: já até deu aula na Escola de Música da minha universidade aqui em Suwon. Ele parece ser do tipo que toca tudo o que vê na frente, e tira um som legal de qualquer instrumento. Vale a pena ouvir.

Eu, Valtinho e Ji Young