O negócio é o seguinte. Com tanto texto pra ler e tanto trabalho pra fazer, eu me sinto culpado quando clico no botão "nova postagem" do Blogger. Por isso não tenho preparado nada bonitinho para postar. Mas para não dizerem que não dei sinal de vida, aí vão algumas fotos da comilança brasileira dos últimos fins de semana.

Vou começar com o fim de semana passado, quando foi White Day, o "Dia dos Namorados" em que só o homem presenteia a mulher. Levei meu parzinho de zóio puxado para comer carne de verdade numa churrascaria brasileira que abriu em Gangnam (um bairro movimentado de Seul nos fins de semana).

Propaganda. Para chegar lá, é só sair pela saída 1 da estação de Gangnam e andar uns dois quarteirões pela ruela que fica ao lado da saída. A churrascaria fica à esquerda.

Já comeu "vinagrate"?

Maionese, "vinagrate", arroz, salada...

A Ji Young horrorizou com a carne mal passada. "Esqueceram de assar!"

Lugar bacana. Meio "chicoso" demais pra mim, mas se tem uma coisa que os restaurantes, bares e cafés na Coreia se preocupam é com a decoração. O preço não é baratinho, mas vale à pena: 28.000 wons (45 reais) pelo rodízio de churrasco da melhor qualidade.
......................................................................................................

Voltando um pouco mais, tivemos uma reuniãozinha aqui em casa, na qual a Ji Young passou por um dos testes mais difíceis que um mineiro pode aplicar: fazer pão-de-queijo! Taí a foto da pobrezinha pelejando com a massa grudenta entre os dedos.

E não é que o trem ficou bão? Pena que não lembrei de tirar foto do depois, mas acho que a Giovanna tirou algumas e deve me mandar depois (né Gi?).
......................................................................................................

Depois tivemos mais comilança na casa do Juliano. A mestre cuca Eun Bee fez uma lasanha de beringela de lamber os beiços! Até o Gustavo, que é um menino de Brasília e por isso foi criado na ilha da fantasia, teve que reconhecer que os legumes podem ser saborosos! ^_^

Todo mundo rodeando e preparando para atacar!

Não estranhe: aqui na Coreia todo mundo corta comida com a tesoura mesmo.
......................................................................................................

E para finalizar, no último sábado o Ryan, coreano namorado da belorizontina Ana, convidou a gente para mais um junta-panela. Mais comida brasileira engordativa. Maravilha!

Não, o cachorrinho não era parte do banquete.

Estrogonofe, uns lombos e outras gororobas improvisadas, do jeito que a gente gosta!

Finalizamos a noite com grande estilo (ou quase): improvisamos um noraebang (karaokê) brasileiro! Saiu de tudo, meu amigo. De Djavan a Molejo. De Tom Jobim a É o Tchan. A foto foi tirada no momento do "...é o amooooorrrr!!!", de Zezé di Camargo e Luciano. Apesar da decadência musical, a gente se divertiu. Estranhamente, voltei para casa achando que K-pop nem é tão ruim assim... Pelo menos não depois relembrar um pouco do nosso B-pop.

PS: Desculpem a falta de qualidade das fotos. Estou temporariamente descamerizado, e por isso só tenho registrado as coisas com o celular. Abração pra todo mundo!