Desde os meus primeiros contatos virtuais com os coreanos, uma das minhas dificuldades era saber se eu estava trocando e-mails com um homem ou uma mulher. No final do e-mail a pessoa assina "Kim Ji-min" ou "Park Seul-gi" e você tenta imaginar se está falando com ela ou com ele. Daí a árdua tarefa, caso estejam se comunicando em inglês, de escolher o pronome Mr. ou Mrs. Na dúvida, eu escrevia só "Dear Park Seul-gi", esperando que em futuros e-mails a pessoa desse alguma pista sobre o gênero.

Aos poucos você vai memorizando os nomes de mulher e os de homem, mas há sempre aqueles que te deixam na dúvida. Semana passada, um amigo da faculdade me convidou para jantar com sua família e conhecer seu bebê de apenas um aninho.

Eu repeti frases como: "Ele é muito fofinho!", "Nossa, como ele é esperto!", "Quando foi que ele nasceu?", "ele... ele... ele..." Até que alguém finalmente me avisou: "Não é ele, é ela!" ....... Poxa, o nome é Seong-a (성아), e por algum motivo só me veio à cabeça que a criança fosse menino, antes mesmo de vê-la. E mesmo depois de ver, acreditei piamente que fosse menino, apesar dela estar usando roupinha cor-de-rosa (o que não significa muita coisa na Coreia).

Acredito que o que me influenciou foi a ausência de brincos. As meninas coreanas não furam a orelha antes dos seus 17, 18 anos! Quando contei que as brasileirinhas geralmente têm suas orelhas furadas no primeiro dia de vida, meus amigos se espantaram. "Pra quê?", eles pensam, já que brincos seriam só um acessório de vaidade, como batom, maquiagem e tudo mais.

Seong-a. Foi mal, achei que você fosse menininho...

Então vamos tentar ajudar os leitores a não cometerem os mesmo erros que eu, e evitar que tentem levantar a saia de alguma coreana pra conferir se é ele ou ela. Primeiro, para quem não sabe, a regrinha básica dos nomes coreanos (pelo menos a maioria) é: eles são formados por 3 sílabas, sendo a primeira o sobrenome e as outras duas o nome. Exemplos: Lee Myung-bak (이명박), Kim Jong-il (김정일), Kim Yeon-ah (김연아), e por aí vai. O nome é sempre as duas últimas sílabas.

Mas como saber se é um nome de homem ou de mulher? No português é fácil deduzir quando o nome termina em "o" ou "a". Cristiano e Cristiana, Renato e Renata, etc. No coreano é a mesma coisa, só que com marcadores diferentes e que não necessariamente estejam na última sílaba.

Abaixo vou listar alguns exemplos de nomes de homens e mulheres na Coreia, lembrando que não existem regras tão fixas. E a escrita romanizada varia muito por causa de regras que mudaram constantemente.

Algumas sílabas comuns em nomes feminimos são:

A ou Ah 아 (exemplo: Jin-a 진아)
Eun 은 (exemplo: Eun-ju 은주)
Gyeong ou Kyung 경 (exemplo: Gyeong-sun 경순)
Hui ou Hee 희 (exemplo: Tae-hee 태희)
Hye 혜 (exemplo: Hye-jin 혜진)
Ji 지 (exemplo: Ji-hyeon 지현)
Ju ou Joo 주 (exemplo: Hyeon-ju 현주)
Mi 미 (exemplo: Mi-cha 미차)
Suk ou Sook 숙 (exemplo: Myeong-suk 명숙)
Yeon ou Yun 연 (exemplo: So-yeon 소연)
Yeong ou Young 영 (exemplo: Chae-yeong 채영)

Segundo relatórios oficiais do governo coreano, os nomes mais populares de mulheres registradas em 2008 na Coreia foram: Seo-yeon (서연), Min-suh (민서), Ji-min (지민), Seo-hyeon (서현), Seo-yun (서윤), Ye-eun (예은), Ha-eun (하은) e Ji-eun (지은). (Fonte)

Algumas sílabas comuns em nomes masculinos são:

Gi ou Ki 기 (exemplo: Ki-moon 기문)
Ho 호 (exemplo: Jun-ho 준호)
Hun 훈 (exemplo: Yang-hun 양훈)
Hyeok ou Hyuk 혁 (exemplo: Hyeok-jin 혁진)
Il 일 (exemplo: Il-seong 일성)
Jun ou Joon 준 (exemplo: Jun-yeong 준영)
Seob ou Sub 섭 (exemplo: Jeong-seob 정섭)
Seok ou Suk 석 (exemplo: Geun-seok 근석)
Seong ou Sung 성 (exemplo: Seong-bae 성배)
U ou Woo 우 (exemplo: Sang-woo 상우)

O mesmo relatório disse que os nomes mais populares para homens registrados em 2008 na Coreia foram: Min-jun (민준), Ji-hun (지훈), Hyun-woo (현우), Jun-suh (준서), Woo-jin (우진), Geun-woo (근우), Ye-jun (예준) e Hyun-jun (현준). (Fonte)

Lembrando (de novo) que não há regra fixa. Os exemplos acima são apenas alguns dentre muitos, afinal não quero entupir esse blogue de nomes. Na dúvida, é só googlar o nome da pessoa e ver se encontra atores, atrizes, atletas ou políticos famosos com tal nome. Mas algumas vezes conhecemos coreanos que têm nomes "de mulher" e coreanas que têm nomes "de homem", como minha professora em Cheongju. Ela se chama Bo-geun (보근), que dizem ser nome de homem. Ela disse que até teve problemas no primeiro dia na escola quando era criança, porque meninos e meninas ficam separados na escola primária, e ela foi parar no meio dos meninos porque pelo registro acharam que fosse homem.

Logo mais vou escrever sobre os sobrenomes e algumas tradições na escolha dos nomes. Inté.