Há quase um ano atrás eu escrevi sobre os vários "bangues" que há na Coreia (PC-bang, DVD-bang, Sarang-bang, Jjimjil-bang...). Agora acabo de chegar de um jjimjilbang, e achei que deveria falar mais detalhadamente sobre esse que é um costume tão forte na cultura coreana.

Jjimjilbang (찜질방) é um tipo de sauna que usa um sistema antigo de aquecimento pelo chão. No mesmo lugar você encontra banheiras, chuveiros, piscinas e "camas" no chão para relaxar. Na verdade tem outros nomes parecidos para quase a mesma coisa: mogyoktang (목욕탕) ou simplesmente sauna (사우나)Ir ao jjimjilbang não é algo que o coreano faz só para relaxar. É também um encontro social e familiar. É muito comum ver amigos, pais e filhos indo juntos.


Deixa eu explicar como funciona o jjimjilbang. Primeiro, você precisa saber como achar um, e pra isso nem precisa saber falar coreano. Em qualquer lugar da Coreia, quando você vir uma placa como esta ao lado, com um símbolo vermelho de "fumacinha", significa que aí tem sauna. Na da foto, na verdade, tem escrito logo abaixo "motel", mas isso é porque o motel oferece também o jjimjilbang.

Depois que você já localizou um jjimjilbang, você tem que decidir se está pronto para se despir dos seus preconceitos, suas nojeiras e, claro, das suas roupas. Você chega na recepção, paga de 6 a 10 mil wons para ficar o tempo que quiser, deixa o calçado no armário, homem vai para um lado e mulher para o outro. Você mal entra e já vê aquele mundaréu de gente pelada pra todo lado! E como você é estrangeiro, todos os olhinhos puxados já detectaram a sua presença e estão atentos ao seu istripitízi. Depois de colocar as roupas no armário, você se junta ao clube dos peladões. Esse é o momento de desistir. Agora ou nunca. Mas como você já pagou, vai ter que ir né!

Brincadeiras à parte, eu acho os jjimjilbangues da Coreia bem "luxuosos". Afinal, eu sou um pobre estudante que moro num one-room e tenho apenas 20 metros quadrados para andar em casa. Imagine só o meu banheiro. No jjimjilbang, tenho pelo menos umas 5 jacuzzis para escolher, de acordo com a temperatura e o tipo da água (de barro, de ginseng, de chá verde, ou só água mesmo). Tem também umas 3 ou 4 saunas, secas ou não, com várias temperaturas. Tudo muito arrumadinho, com uma telinha mostrando a temperatura atual.

Num outro canto tem chuveiros com banquinhos. Aí vale uma explicação. Existem duas palavras para "tomar banho" em coreano: shawo-hada (샤워하다) e mogyok-hada (목욕하다). Sempre que eu queria dizer "vou tomar banho", eu usava a primeira, já que é mais fácil e vem do inglês "shower". Mas um amigo me explicou a diferença: tomar um "shower" é só passar uma aguinha (sem trema!), é como nós dizemos "tomar uma ducha". E é mais ou menos isso que os coreanos fazem todo dia: passam uma água no corpo. Já o mogyok é mais intenso, é "a arte de tomar banho". E para isso, os coreanos vão ao jjimjilbang ou ao mogyoktang. Depois de passarem pelas várias jacuzzis, pelas saunas, duchas e piscinas, eles tomam AQUELE banho de esfregar tudo e espantar os "ispritu ruim", alguns tiram um cochilo e vão embora.

Quando falei para um coreano que esse "banho bem tomado" a gente normalmente toma todo dia no Brasil, até mais de uma vez por dia, ele ficou muito surpreso e disse que aqui na Coreia eles aprendem que usar muito sabão e esfregar com muita frequência faz mal para a pele. Manda esse pessoal pro calor do Brasil e injeta os hormônios do CC (que eles felizmente não têm) e vamos ver se eles mudam de ideia.

Obviamente que não dá para eu mostrar fotos de dentro do jjimjilbang aqui, mas garanto que é muito bom depois que você desencana com a homaiada pelada andando para todo lado, conversando com você e ajudando a esfregar seus irmãos, pais, filhos ou amigos. A gente sempre dá uma zuadinha nessas boioli... digo, nos costumes coreanos. Mas a verdade é que nossa sociedade homofóbica faz os homens em especial terem um comportamento muito travado, com medo de qualquer coisa fazer com que ele pareça ser "menos homem".

Não sei o que rola no jjimjilbang das mulheres, teria que ter alguma menina aí para contar pra gente. Ouvi dizer que isso é igual no Japão, com um plus: lá eles tem as saunas mistas! (Os leitores que moram no Japão confirmam?)


Ah, e outra. Alguns jjimjilbangues têm uma área unissex, só que ninguém fica pelado. Geralmente as famílias se reúnem, comem alguma coisa, veem a novela numa tela gigantesca, ou deitam e dormem. É uma boa opção de hotel barato para quem não tem dinheiro, já que não tem limite de tempo e fica aberto 24 horas.

Duas coisas que os coreanos dizem que é bom comer e tomar quando se sua muito na sauna: um ovo cozido meio diferente (você quebra e come na hora) e uma bebida que se chama shikhye (식혜), feita de arroz (como mais um monte de outras coisas). A bebida até que é boa, mas esse ovo não me desce muito não. Depende do momento.


Casal coreano comendo ovo e tomando shikhye.


Crianças brincando na área comum do jjimjilbang. Não me pergunte como eles enrolam a toalha nesse estilo Mickey Mouse!

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre esse "bangue" coreano. Quando vier à Coreia, lembre-se onde você pode ficar peladão/dona o tempo que quiser.