Terça-feira eu juntei meus trapos, despedi de Cheongju e me mudei para Suwon, de onde vos falo agora. Só a minha magrela é que ficou pra trás, porque não deu para trazê-la de uma só vez. Deixei minha fiel companheira aos cuidados do Galileo, até ter tempo de ir buscá-la ou até algum Cheongjunita se enfiar num ônibus ou trem com ela rumo a Seul.

Como já disse antes, encontrei um one-room (kitnet) para morar em Yeongtong-dong, o bairro da Universidade Kyunghee, campus de Suwon. Minha vida na Coreia vai ser bem diferente agora por causa dessa mudança. A maior vantagem é que agora tenho um cantinho meu, sem as regras dos dormitórios feitos para ficar de olho na vida dos estudantes coreanos. Saio e chego quando quiser, posso cozinhar, lavar roupa e trazer amigos para passar uns dias sem problema. O outro lado da moeda é que vou pagar quase 3 vezes mais do que pagava no dormitório e não vou ter tantos amigos morando no mesmo prédio.

Olha só as fotos que tirei logo que terminei de me mudar. Não repare a bagunça. Aos pouquinhos vou ajeitando tudo pra ficar mais aconchegante.

Isso é o que você vê logo que entra. Banheiro à esquerda, cama grandinha e closet à direita.

Porta da entrada. Os brindes que vieram com o one-room foram o sofá e esse pintinho amarelinho (que tá mais pra "pintão amarelão", mas pega mal né...).

A cama é uma "magavilha"! E ao contrário dos meio-subterrâneos baratos que tinha achado, entra muita luz do sol aqui.

O banheiro é minúsculo. Mas também, queria o quê? O chuveiro, como em todo lugar na Coreia, é um daqueles chuveirinhos que você pendura na parede. O treco grudado no espelho é meu "porco-guarda-escova-de-dente", engenhoquinha prática!

Cozinha enorme também...

O prédio visto de fora.

Vista da janela da cozinha/área de serviço para a rua.

Para inaugurar a casa nova já tive duas festinhas, que os coreanos chamam de jibdeuri (집들이). Ontem veio o pessoal do yoga de Cheongju com a Agatha e hoje vieram o Juliano com a Eun Bee e o Gustavo. Ganhei vários presentes, inclusive um microondas do professor Jeon (uhuu!^^). Também aprendi a jogar Go-Stop (고스톱), um jogo de cartas coreano muito interessante, que usa um baralho chamado Hanafuda, e mais conhecido na Coreia como Hwatu.

Então é isso. Meu canto já está oficialmente inaugurado, de portas abertas pra quem quiser me visitar na Coreia! Abraços a todos e boa semana.