Como parte do buddy program aqui da Universidade de Cheongju, agora vamos jogar futebol com os coreanos toda semana. A primeira partida foi ontem de manhã.

Graças a Deus, os coreanos que jogaram com a gente ontem eram muito ruins de bola, e nosso time ganhou de 5 a 1.

Mas na quarta, quando resolvemos treinar com outros coreanos para não tomarmos uma lavada (que seria humilhante para os latinos...rs), tinha 2 coreanos que, pra mim, eram profissionais. Foi pra calar minha boca, que dizia que os coreanos eram mais pernas-de-pau do que eu.

Como podem ver na foto acima, nosso time tinha uns bons "fofômenos", que estavam literalmente CAINDO aos pedaços (o coitado da foto é o Hugo, do México).

Mas ainda assim conseguimos ganhar, por um motivo simples: não tinha juiz! Isso mesmo. O jogo dos coreanos não é violento como o dos latinos e dos árabes. O Orkhan, nosso amigo do Azerbaijão (foto ao lado), quase aleijou alguns coreaninhos desavisados. Os caras caíam no chão com cara de "foi falta!", mas na verdade tinha sido só ombro a ombro, no estilo mais taekwondo possível.

Eu joguei de goleiro e não fiz tão feio, justamente pelo fair play da Coreia. Quando o atacante vinha chegando perto do gol, era só eu pular pro lado da bola que o cara diminuía a velocidade. Se fosse no Brasil, eu provavelmente levaria uma chuteira na cara e voltaria com hematomas por todo o corpo.

No final dei um de Rogério Ceni, quando me chamaram para bater um pênalti. Mas pelo jeito, minha única semelhança com ele é o nariz grande, porque consegui chutar pra fora!

Até que fiz bonito, afinal só tomei um golzinho. E me chamaram de "Taffarelo"!